Visitando o santuário do peixe-boi marinho em São Miguel dos Milagres

By | November 17, 2013 at 11:45 am | One comment | Alagoas, Familia Sem Destino, Posts quentes | Tags: , ,

Além das belas praias quase desertas e das aconchegantes pousadas, São Miguel guarda uma atração para os amantes da natureza: o santuário do peixe-boi marinho. Diferente dos projetos de peixe-bois, tartarugas e leões marinhos patrocinados pela Petrobras, aqui você consegue ver os animais em seu habitat natural, nadando pelo rio Tatamunha (que na verdade está localizado no município de Porto de Pedras, a uma distância de 7,5 km de São Miguel).

Paisagem do Rio Tatamunha - Foto: Pedro Serra

Paisagem do Rio Tatamunha – Foto: Pedro Serra

Mesmo se não tivesse nenhum peixe-boi por lá, já valeria o passeio, que começa em uma pequena casa onde funciona uma cooperativa dos jangadeiros que levam os visitantes pelo Rio. O passeio é oferecido também saindo diretamente de algumas pousadas. Cada um tem a sua vantagem. Saindo da pousada, você vai passar pelo belo encontro do Rio Tatamunha com o mar, saindo direto de Porto de Pedras você vai fazer um caminho à pé pelo meio do mangue, passando por um túnel verde que parece um portal para uma outra dimensão estilo Caverna do Dragão.

Twilight zone - Foto: Pedro Serra

Twilight zone – Foto: Pedro Serra

peixe-boi-sao-miguel-milagres-8365

Descendo pelo Rio, as belas paisagens continuam, até que avista-se o primeiro peixe-boi marinho. Segundo os jangadeiros, é impossível ir até lá e não encontrar pelo menos um desses bichos, que são extremamente dóceis e chegam a se abraçar às jangadas para pegar uma carona…. tão pertinho que dá vontade de fazer um agrado no bichinho. Infelizmente é proibido. Mas, levando-se em conta que só existem cerca de 500 deles espalhados pela costa brasileira, apenas vê-los tão de perto sem ser em um tanque, como acontece em Itamaracá, Pernambuco, já é uma sorte.

peixe-boi-sao-miguel-milagres-8397peixe-boi-sao-miguel-milagres-8422

E é exatamente de Itamaracá que vêm a maioria dos animais que passeiam pelas águas do Rio Tatamunha e litoral de São Miguel dos Milagres. Isso porque os animais que encalham nas areias ou aparecem feridos são primeiramente levados para lá para se recuperarem, indo depois para o santuário para reaprender a viver em seu habitat. Primeiro eles ficam em uma espécie de cercadinho, onde reaprendem a se alimentar, e depois são soltos no rio. Os peixe-bois marinhos podem chegar aos quatro metros de comprimento e 800 kgs. Há ainda outras duas espécies de peixe-boi, o amazônico e o africano.

O passeio dura cerca de uma hora e custa R$ 30 (saindo de Porto de Pedras… não sei o valor saindo das pousadas).

A viagem faz parte do projeto Família Sem Destino, que contou com o apoio da Ford e da Hostelling International

rio tatamunha

Um comentário

  1. Boia Paulista (2 years ago)

    Oi, Pedro. Tudo bem? :)

    Seu post foi selecionado para a #Viajosfera, do Viaje na Viagem.
    Dá uma olhada em http://www.viajenaviagem.com

    Até mais,
    Natalie – Boia

Comments

© 2012 Blog Sem Destino. All rights reserved.
css.php
Get Adobe Flash player