Floridita, onde Hemingway tomava seus daiquiris

By | September 11, 2012 at 1:10 am | No comments | Cuba | Tags: , ,

Um clássico cubano com quase 200 anos de história, favorito de Ernest Hemingway, berço do daiquiri… Este é o Floridita, bar e restaurante localizado na esquina da Calle Obispo com Monserrate, em Havana. Fundado em 1817 como La Piña de Prata, teve seus momentos áureos nos anos 50, chegando a ser consagrado pela revista Esquire como um dos sete bares mais famosos do mundo em 1953. Era lá que o prêmio nobel de literatura Ernest Hemingway costumava tomar seus daiquiris nos anos 30. Até hoje, uma estátua de bronze guarda o lugar preferido do escritor na casa. Veio a revolução, as mudanças, mas o Floridita continou firme e forte, recebendo em 1992 o Best of the Best Five Star Diamond Award, da Academia Americana de Cieências Gastronômicas, por seus daiquiris e frutos do mar (infelizmente as fotos desse post não fazem juz ao lugar. Mas estava apenas com uma câmera compacta no dia).

Floridita - Havana, Cuba

Por fora, o Floridita não diz muito: uma casa vermelha, com letreiros trazendo a frase de Hemingway “Mi daiquiri en Floridita” e uma assinatura do escritor. (na verdade a frase completa é “Mi mojito en La Bodeguita y mi Daiquiri en Floridita”… só que para saber mais, vocês terão que esperar o post sobre a Bodeguita del Medio). Mas se o exterior não empolga, o interior é outro mundo (aliás, isso é verdade sobre muita coisa em Cuba). A decoração pesada em estilo Regency, com muita madeira escura, contrasta com a alegre música cubana dos shows ao vivo que acontecem no salão enquanto turistas de todo o mundo conversam animadamente e experimentam os drinks e comidas da casa. Os garçons, vestidos como nos anos 50, passeiam pelo salão com badeijas abarrotadas de daiquiris. O lugar não é muito grande, e vive lotado. Um grande balcão de madeira, com a figura de Hemingway em bronze ao lado de um quadro onde aparece com Fidel, é a grande atração da casa, que conta ainda com diversas mesas espalhadas pelo salão.

Floridita - Havana, CubaNem sempre é fácil conseguir uma mesa, e a espera pode ser longa. Sendo assim, resolvi sentar no balcão para experimentar alguma coisa. Fui contagiado pela música e pelo clima do lugar, e acabei ficando mais do que esperava. Por ser um local muito turístico, com ônibus despejando turistas na porta a cada hora, minha ideia era apenas entrar, tirar umas fotos, comer algo rápido e sair. Acabei ficando mais tempo por lá, ouvindo clássicos da música cubana e alguns sons mais conhecidas, como do Buena Vista Social Clube.

Experimentei uma boa porção de camarões, pedi um suco e fiquei ali. Meus amigos disseram que o daiquiri realmente é excepcional, mas custa 6 CUC, ou cerca de R$ 14 (para entender melhor o dinheiro cubano, leia este post aqui). Mas, como em todos os lugares mais turísticos, o preço é alto, comparável a de bares mais famosos da Europa. Apesar do preço e da horda de turistas, o Floridita é uma experiência especial, que deve ser apreciada em Cuba. Um bar que traz uma bagagem histórica que poucos têm e, por isso, merece uma visita.

Serviço:
Floridita
Obispo N.557 esq. com Monserrate, Havana Vieja
Reserva:(53-7) 867 1299 ou reservas-floridita@floridita-cuba.com

Floridita - Havana, Cuba

Comments

© 2012 Blog Sem Destino. All rights reserved.
css.php
Get Adobe Flash player