Dicas de restaurantes no Rio de Janeiro

By | December 5, 2011 at 11:10 pm | 6 comments | Rio de Janeiro | Tags: , ,

Estou sempre recebendo pedidos de sugestões sobre restaurantes no Rio de Janeiro. Não sou o mais profundo conhecedor do assunto, mas sei onde encontrar uma boa carne, um japonês honesto e uma besteirinha para saciar o estômago. Sendo assim, preparei uma lista com as minhas dicas de restaurantes no Rio.  Lembro aos leitores que essas dicas são as minhas opiniões pessoais de locais que conheço e aprecio. Pode ser que você siga minhas dicas e acabe tendo uma opinião diferente. Sendo assim, os comentários estão abertos para receber as suas opiniões, que serão replicadas no post. E vocês também podem participar dando dicas de restaurantes para eu visitar. Esse post também estará em constante atualização, conforme eu visitar novos restaurantes.

Procurando onde ficar? Encontre Hostels no Rio de Janeiro

Vamos à lista:

Japonês:


Ipanema Sushi – Meus locais favoritos são sempre alternativos. O que me encanta em um restaurante não é o quanto o cara gastou na decoração, e sim a qualidade da comida e do atendimento. Nesses dois quesitos o Ipanema Sushi dá de 10 na concorrência. O shushiman e dono Mauro é um mestre da culinária japonesa e está sempre inventando novas receitas para agradar os clientes, e isso compensa o fato de o restaurante ser pequeno e apertado (são apenas cinco mesas, sendo duas na calçada). A sugestão aqui é pedir o rodizio, mas deixar que o Mauro escolha o que vocês vão comer. É só pedir com jeitinho que ele irá surpreender vocês com uma variedade de rolls e sushis que eu nem sei o nome, mas que com certeza vocês não vão comer em nenhum outro lugar. (atualização: não adianta mais pedir com jeitinho. Agora o rodízio especial do chef está no cardápio e tem um preço também especial, e bem salgado. Ainda vale a pena, mas é melhor preparar o bolso).
Rua Henrique Dummont, 65 – loja C – Ipanema – 21*2512-1116

Tapas e comidinhas:


Entretapas – Na onda das franquias de tapas espanholas que invadiu o Rio, o Entretapas abriu as portas em Botafogo trazendo um cardápio com as tradicionais comidinhas do país como o gazpacho andaluz, as croquetas de jamon, o pulpo a la galega, pinchos, tablas e paellas. Para acompanhar, nada melhor do que uma boa sangria.
Rua Conde de Irajá, 115 – Botafogo – 21*2537-0673

Miam Miam – A chef Roberta Ciasca optou aqui pela chamada ‘confort food’, ou seja, ‘ma culinária de receitas tradicionais e simples, que remetem ao cotidiano e ao passado’.  Na decoração, o mesmo objetivo de se criar um ambiente familiar pode se ver na escolha dos móveis estilo ‘casa da vovó’, todos dos anos 50, 60 e 70 (e que estão à venda).  No cardápio, a ideia de Roberta se traduz em receitas como o filé de peixe e lagostins grelhados sobre caponata de berinjela e velouté de açafrão. Ou o curry de abóbora e ervilhas frescas servido com couscous marroquino e crocante de amêndoas.
Rua General Góes Monteiro, 34 – Botafogo – 21*2244-0125

Oui Oui – Do mesmo trio proprietário do Miam Miam, o diferencial aqui é que a comida vem servida em pequenas porções, para que o cliente monte o seu próprio menu de degustação.  No cardápio, filé de tilápia e quinoa à provençal, linguiça artesanal, linguini picante com camarões e outras gostosuras.
Rua Conde de Irajá, 85 – Botafogo – 21*2527-3539

Churrascaria:

Porcão Rio´s – A melhor, mais cara e com a mais bela vista do Rio. O atendimento é impecável, as carnes não param de chegar e o buffet tem uma variedade imensa que vai de massas e risotos à comida japonesa… mas o rodízio custa R$ 97.
Av.Infante Dom Henrique, s/n – Aterro do Flamengo – 3461-9020

Carretão – Uma boa opção ao Porcão, com preços menores, mas também com uma boa qualidade de comida e serviço. Os rodízios saem a R$ 48 durante a semana e R$ 54 no fim de semana. São duas unidades, uma em Copacabana e outra em Ipanema (que eu prefiro).
Ipanema – Rua Visconde de Pirajá, 112 – 21*2267-3965
Copacabana – Rua Siqueira Campos, 23 – 21*2236-6465

Café da Manhã:

Confeitaria Colombo do Posto Seis- sair para tomar café-da-manhã pelo Rio de Janeiro e apreciar a vista da cidade está entre os meus programas favoritos, e em termos de vista e comida, a Confeitaria Colombo do Posto Seis, na Praia de Copacabana, é a melhor. Instalada em um antigo forte que protegia a entrada da cidade, a confeitaria possui uma belíssima vista para a Princesinha do Mar, com o Pão de Açúcar ao fundo. No quesito comida, a tradição de mais de 100 anos ajuda. A pedida aqui são os doces (como mil-folhas e pastél de belém) e os salgadinhos, como a coxa creme de galinha, de 200g. Há ainda os tradicionais cafés-da-manhã, com waffles, torradas e café.
Praça Coronel Eugênio Franco, I – Forte de Copacabana – 21*3201-4049


Instituto Moreira Salles – Aqui, o forte não é a comida, e sim a localização. Instalado em uma antiga mansão da família Moreira Salles, o Instituto abriga diversas mostras de arte e um pequeno bistrô, onde é possível tomar um bom café da manhã em frente a um pequeno lago cheio de peixes. A variedade é pequena, cestas de pães, bolo, apenas um tipo de suco por dia e um pãozinho de queijo, mas a localização compensa. Em meio às árvores é possível se esquecer que você está no meio da selva de pedra do Rio de Janeiro.
Rua Marquês de São Vicente, 476, Gávea – 21*3284-7400


Da Casa da Tata - Móveis de madeira ornados com desenhos e cartinhas da família dão o tom desde ambiente onde a gente se sente em casa. A especialidade aqui são os bolos e pães. O café-da-manhã é servido a qualquer hora, mas também há pratos para almoço e uma sopinha à tarde. O bolo de formigueiro é um dos meus favoritos.
Rua Professor Manoel Ferreira, 89 – Gávea – 21*2511-0947


Café du Lage - O café fica em um casarão antigo no Parque Lage, um dos mais belos locais do Rio de Janeiro, cercado por uma imensa área verde. A refeição é feita na beira de uma piscina e com uma belíssima vista para o Cristo Redentor. Como no local ainda funciona uma escola de artes, é possível degustar o bom café da manhã daqui apreciando as obras dos alunos. Depois, para fazer a digestão, um bom passeio pelo parque é a pedida.
Rua Jardim Botânico, 414 – Jardim Botânico – 21*2226-8125

Comida Brasileira:


Galeto 183 – A entrada lembra um botequim pé sujo. O salão é pequeno, quente e pouco atrativo… mas então o que este restaurantes está fazendo na minha lista? Bom, a comida e a simpatia da Dona Ana, responsável pelo estabelecimento, compensam tudo isso. Aqui você vai comer o melhor filé com fritas, arroz, feijão e farofa do Rio de Janeiro, e o que é melhor, por um preço bem atrativo (ainda mais levando-se em conta que meio filé basta para saciar duas pessoas). Para os chegados em uma boa comida brasileira, vale acompanhar os dias temáticos: quarta é dia de angu (e não qualquer angu, mas a receita original do falecido Angu do Gomes). Quinta é a vez do cozido e, na sexta, a feijoada. Todos os pratos são extremamente bem servidos. Se você for chegar depois de 13h30, vale ligar e pedir para a Dona Ana reservar um prato para você, pois os especiais acabam rápido. Além disso, por estar próximo à redação de jornais como O Globo e Extra, o local tende a lotar todos os dias entre 12h30 e 14h. Vá antes ou depois.
Rua Santana, 183 – Cidade Nova – 21*2252-3914
Não abre aos domingos e feriados

Casa da Feijoada - A Casa da Feijoada é um daqueles lugares que agrada a gringos e cariocas da mesma maneira. O ambiente é agradável e a comida deliciosa. Há opções também para os que não curtem este tradicional prato brasileiro. O rodízio de feijoada custa R$ 62,50, com acompanhamentos, e você pode escolher o que vem dentro do feijão (ótimo para quem não curte coisas como orelha de porco e afins). A sobremesa também é de encher os olhos, com doce de leite, goiabada, marmelada e outros doces típicos.
Rua Prudente de Moraes n°10-B
(21) 2247-2776

Aconchego Carioca - O restaurante fica fora do circuito turístico da cidade, mas vale a pena pegar o taxi até lá. No cardápio, todos os sabores da culinária brasileira. O bolinho de feijoada é a grande vedete, mas a costela, o camarão na moranga e os diversos outros quitutes servidos pela casa também merecem ser saboreados. Os preços são altos, mas muitos dos pratos servem duas, três ou até quatro pessoas, dependendo da fome. O restaurante possui um salão interno e um pátio aberto. Se não estiver muito calor, opte pelo pátio.
Rua Barão de Iguatemi, 379 – Praça da Bandeira - (21) 2273.1035

Multifacetados:

Guy Bistrô - O Guy é uma mistura de restaurante, bistrô, padaria, confeitaria e loja de vinhos. As mesinhas na varanda e espalhadas por entre a padaria do primeiro andar são um excelente lugar para fazer a primeira refeição do dia. O café da manhã francês serve duas pessoas e sai por R$ 48, mas tem também waffles, panquecas, ovos mexidos, mais de 50 tipos de pães artesanais e diversas outras opções. Ali, também é possível observar o trabalho dos padeiros pelo vidro, comprar vinhos e doces ou tomar um cafezinho. No almoço, o bistrô traz massas, risotos, saladas e pratos executivos também servidos na varanda do primeiro andar.

No segundo andar, em um salão maior, o restaurante onde podemos provar a excelente culinária da chef Elba Ximenes. em jantares com receitas mais elaboradas, com ingredientes brasileiros e técnicas francesas, como um risoto de costelinha suína com banana da terra ou uma codorna caramelada com queijo coalho, arroz de leite e redução de pitanga.

Italianos e Pizzarias:

Forneria São Sebastião - A Forneria São Sebastião tem um ambiente agradável, aberto para a rua diretamente, sem janelas (mesmo assim com ar condicionado). A culinária é italiana, com destaque para massas, pizzas e risotos. As sobremesas também são saborosas, feitas na própria casa, em uma confeitaria no segundo andar.
Rua Aníbal Mendonça, 112 – Ipanema - 2540-8045 

Eccellenza – As pizzas aqui são caras, mas valem cada centavo. Nem pense em colocar ketchup e mostarda em cima delas (coisa de carioca…), pois as pizzas são gourmet e a chef tem cursos na Cordon Bleu e estágio em restaurantes na França e em Portugal.
Rua  Visconde de Caravelas, 121 – Botafogo – 2266-5774

Stravaganze – A Stravaganze é a irmã mais velha da Eccellenza e segue o mesmo estilo de pizzas gourmet. A localização e a infraestrutura aqui são mais agradáveis, mas as duas pizzarias se equivalem na cozinha.
Rua Maira Quitéria, 132 – Ipanema – 2523-2391

Pizzaria Guanabara – Ponto de encontro dos notívagos, a Pizzaria Guanabara não tem hora para fechar. É comum você encontrar grupos chegando às 5 da matina para um último chopp e um pedaço da pizza, que apesar de gordurosa e cara, é muito saborosa.
Avenida Ataulfo de Paiva, 1228 – Leblon – 21*2294-0797

Natural:

New Natural – Sem muito luxos, o New Natural conquistou com a sua cozinha uma clientela fiel em Ipanema. Por estar rodeada de albergues, é também muito visitada pelos gringos da região. No buffet, receitas de poucas calorias, mas muito sabor.
Rua Barão da Torre, 169 – Ipanema – 2447-9363

Sanduiches e sucos:

Bibi Sucos
Avenida Ataulfo de Paiva, 592 – Leblon – 2259-4298
Rua Jardim Botânico, 632 – Jardim Botânico – 3874-0091

BB Lanches
Rua Aristídes Espínola,  64 – Loja A – Leblon – 2294-1397

Monte seu prato:

Alessandro e Frederico
O Alessandro e Frederico possui quatro restaurantes no Rio de Janeiro, um no Fashion Mall, um em Ipanema, um no Leblon e ainda um café em Ipanema. Em todos eles, o ambiente é agradável e a comida, embora um pouco cara, saborosa. Há opções de pratos prontos, como as massas, que custam entre R$ 35 e R$ 59, ou você pode montar o seu prato escolhendo grelhados e acompanhamentos, o que custa entre R$ 37,90 e R$ 66,80.
Rua Garcia D’ ávila, 151 – Ipanema – 2522-6025
Estrada da Gávea, 899 – Lj 101 D – São Conrado – 3322-1455
Avenida Ataulfo de Paiva, 270 – Lj 112/113 – Leblon – 2512-8921

Via 7
Rua Garcia D’Ávila, 125 – Ipanema

Gula Gula
Rua  Henrique Dumont, 57 – 2259-3084

Os badalados:

Braseiro – Localizado no Baixo Gávea, o Braseiro recebe uma clientela de gente bonita, celebridades e artistas. Não se espante se ao seu lado estiver comendo um dos muitos atores da Globo que frequentam o local. Apenas aja como se aquilo fosse a coisa mais corriqueira para você. Para comer, peça a linguicinha de entrada e depois encare uma picanha fatiada com arroz de brócolis e farofa de banana. Imperdível.
Rua Santos Dumont, 116 – Gávea – 21*2239-7494

Hipódromo – Do outro lado da rua do Brazeiro fica o Hipódromo, mais confortável, com ar condicionado e uma simpática varanda onde se pode tomar um bom chopp e ver o vai e vem de pessoas bonitas do Baixo Gávea. O cardápio é parecido com o do Brazeiro, com uma leve vantagem para o concorrente.
Rua Santos Dumont, 108 – Gávea – 2294-0095

Bar Urca – Famosa mureta com vista para a Baía de Guanabara. Peça uma cerveja, uns quitutes e aprecie a vista.
Rua Cándido Graffeé, 205 – Urca – 2295-8744

#BonsDrink:

Meza Bar - Vencedor do concurso Absolut de melhores drinques, o Barman Gustavo coleciona ainda outros prêmios, como o de melhor carta de drinks. Mas nem só de bebidas vive a casa e seus pratos, servidos em pequenas porções, são uma delícia.
Rua Capitão Salomão, 69 – Humaitá – 3239-1951

DoiZ – Irmão e vizinho do Meza Bar, com um clima mais aconchegante para casais.
Rua Capitão Salomão, 55 – Humaitá – 2179-6620

Em Santa Teresa:
O bairro mais charmoso do Rio, com seus casarões antigos, bondinho e gente de todos os tipos é também um importante pólo gastronômico.

Sobrenatural - Os frutos do mar mandam no cardápio deste simpático e aconchegante restaurante, onde o bondinho de Santa Teresa passa bem na porta. Experimente um dos peixes do Pará, como o Surubim grelhado com base de leite de côco a Pescada Amarela com arroz de cupuaçu e camarão.
Rua Almirante Alexandrino, 432 – Santa Teresa – 21*2224-1003


Aprazível - A comida é boa, a vista é linda, a decoração é uma beleza, mas os pratos são caros e o serviço é muito ruim (prepare-se para esperar horas pelo seu prato). Mesmo assim vale a pena uma visita no fim de tarde, com o sol se pondo sobre o Rio de Janeiro. A cozinha é nacional, misturando sabores de diferentes regiões do Brasil, no que a chef Ana Castilho chama de “cozinha de raiz”.
Rua Aprazível, 62 – Santa Teresa – 21*2507-7334

Bar do Mineiro - Pastel de feijão, linguicinha mineira e a famosa Feijoada do Mineiro (servidas aos sábados domingos e feriados) fizeram a fama deste boteco no alto de Santa Teresa. O local vive lotado e a animação se estende à calçada. Cerveja gelada e caipirinhas feitas com tradicionais cachaças mineiras, além da tradicional batida de gengibre, acompanham a boa comida.
Rua Paschoal Carlos Magno, 99 – Santa Teresa – 2221-9227

Sanduíches:

Cervantes – Um dos mais tradicionais botecos do Rio de Janeiro, localizado na zona do baixo meretrício de Copacabana, foi fundado em 1955 como muma mercearia e em 1965 ganhou a configuração. Apesar de também servir comida, a pedida aqui são os sanduíches de filé com abacaxi e queijo acompanhados de um chopp geladinho. E nada de sentar nas mesas, para se misturar aos locais, peça a comida no balcão e entre no bate-papo descontraído que rola na calçada.
Rua Barata Ribeiro, 7 – Copacabana – 2275-6147

Longe:

Gugut – Um ambiente familiar, com uma casa, uma grande choupana, jardim, piscina e parquinho para as crianças. Tudo isso cercado de muito verde. Esse é o cenário que o chef Augusto Bomfim, o Gugut, montou para que seus clientes apreciassem o seu cardápio bem regional. Os preços podem assustar em um primeiro momento, mas aqui, um prato dito para dois, pode servir até quatro pessoas, dependendo da fome. A pedida é a costela no bafo, mas o cardápio está recheado de boa comida, como leitão à pururuca, Javali à brasileira, muquecas, peixes e carnes.
Estrada do Rio Morto, 541 – Vargem Grande – 2428-1343

Bar do Bira – A comida é ótima, o ambiente agradável e a vista maravilhosa. O restaurante está instalado em uma casa rústica, com um varandão aberto para toda a exuberante natureza da Barra de Guaratiba. Não deixe de levar sua máquina fotográfica para registrar a paisagem. A casa é especializada em frutos do mar (Leia aqui o post completo sobre o restaurante).

Rua Dias Ferreira:
O pólo gastronômico da Rua Dias Ferreira é conhecido por seus restaurantes chiques, gente bonita e diversas celebridades passeando pela calçada.

Togu – A culinária é japonesa, mas aqui você não fica só no sushi e sashimi. Mais do que peixe cru, a pedida aqui são os pratos quentes. Comece com o mix de entradas e avance pelas misturas pouco convencionais.

CT Boucherie – Do renomado chef Claude Troigros, a pedida aqui é aproveitar o menu executivo com escolha de carne, peixe ou frango e rodízio de acompanhamentos nos dias de semana na hora do almoço. R$ 35

6 Comentários

  1. André (2 years ago)

    Muito bom o roteiro, de todos sem dúvida o Ipanema Sushi é o melhor!
    Comida saudável e com arte, além de um atendimento pessoal, o que hoje em dia é bem difícil.
    Valeu!

  2. Iza (2 years ago)

    Excelente! De todos conheço Braseiro,Ipanema Sushi,Gugut, o Parque Lage eMeza. Assino embaixo da sua opinião e ainda indico o Escola do Pão na Lagoa, o preço é “salgadinho” mas o café da manhã é delicioso!

  3. Dani Bispo (2 years ago)

    Excelente dicas! Vou incluir várias na minha listinha de futuros posts! Tenho algumas outras também lá no blog! Aproveito para divulgá-lo também! http://www.comerecocaresocomecar.com.br/ Passa lá! ;)

  4. Deise de Oliveira (1 year ago)

    Delícia! Quando voltar ao Rio, teremos que visitar mais um desses restaurantes, hein Pedrinho?!?

  5. Xax (1 year ago)

    Eu procurei por restaurantes no Rio tal como sugere o título do post, mas infelizmente (com poucas excessões) só tem dicas de uma determinada região da cidade. O Rio de Janeiro não se resume só a zona sul, seria interessante dicas de outras regiões também.

  6. Pedro Serra (1 year ago)

    Tem dicas de Copacabana, Ipanema, Leblon, Gávea, Centro, Santa Teresa, Recreio, Tijuca, Vargem Grande e Barra de Guaratiba. Ou seja, Zonas Norte, Sul, Oeste e Centro. Acho que isso representa bem o Rio de Janeiro, não?

Comments

© 2012 Blog Sem Destino. All rights reserved.
css.php
Get Adobe Flash player