Ilhados em Machu Pichu

By | January 27, 2010 at 11:47 pm | One comment | Peru | Tags: , , , ,

Turistas ilhados em Machu Pichu - Foto: Roxabel Ramon / Diario El Comercio

Turistas ilhados em Machu Pichu - Foto: Roxabel Ramon / Diario El Comercio

Quando vejo esses quase dois mil turistas presos pelas chuvas em Machu Pichu, fico me perguntando como os incas construiram aquela cidade, escondida, a uma altitude de 2,4 mil metros de altitude. Para chegar lá, o viajante de hoje possui opções que os caras do século XV não tinham: pode-se pegar um trem saindo de Cuzco, e enfrentar quatro horas saculejantes, ou seguir em um helicóptero, em 30 minutos de um passeio espetacular. Mas, em ambos os casos, o destino será Águas Calientes, de onde se pega uma van por mais meia hora em estrada sinuosa. A opção dos pobres incas na época eram as trilhas, sendo que a mais curta leva cerca de dois dias. Em alguns casos, esses caminhos podem passar por altitudes ainda maiores, de até 4 mil metros.

Tenho muita vontade de ir para lá, fazendo o caminho mais difícil. Cheguei a estudar o roteiro, conversei muito com um amigo que foi, mas acabei optando pelo conforto dos albergues europeus. Azar o meu, pois agora deve levar um tempo até as coisas se normalizarem por lá. Até esta quarta-feira, 400 turistas ilhados pelas chuvas já haviam sido retirados em helicópteros, mas ainda restavam cerca de 1,5 mil. Um casal de brasileiros optou pelo caminho mais difícil (que, na minha opinião, com pessoas sem comida e lugar para dormir, é na verdade o mais fácil) e caminhou os 40km de trilha até Cuzco. Os mineiros Lussara Drummong e Maurício Krieger encontraram um guia por acaso e seguiram com um grupo por uma trilha por 12 horas até Ollantaytambo, de onde seguiram para Cuzco de trem e depois para Lima, de onde tentariam um voo para o Brasil, segundo relato de Daniela Procópio, irmã de Lussandra.

– Eles relatam que por conta da dificuldade e do perigo as pessoas preferem não sair da região por essa alternativa e esperam pelos helicópteros, que não são suficientes para transportar os 2 mil turistas que lá estão. Por muita sorte escaparam com vida, porque conseguiram caminhar estes 40 km a uma altitude de quase 4 mil metros – afirmou Daniela ao site Terra.

Até esta quarta-feira, já tinham sido registradas 10 mortes causadas pelas chuvas. As últimas foram de uma turista Argentina e um guia peruano que percorriam o Caminho Inca, que leva a Machu Pichu, e foram levados pela enchente. Conforme alguns relatos que ouvi de amigos viajantes e na internet, esta é a pior época para se viajar para lá. As chuvas são uma constante e as trilhas são  fechadas muitas vezes. Chega a ser uma irresponsabilidade que estivessem abertas, já que, mesmo com tempo bom, tudo pode mudar rapidamente, como aconteceu.

Um comentário

  1. Carol Wieser (4 years ago)

    Credo… Não sabia que as coisas estavam nesse pé!
    Acho que não é mesmo uma boa época para ir pra lá…

    Obs: Pedro, please, atualize o meu link no seu blogroll… http://www.travelforever.com.br
    :)

    Beijos

Comments

© 2012 Blog Sem Destino. All rights reserved.
css.php
Get Adobe Flash player